Cuidado com cosméticos piratas

O perigo da pirataria cosmética

 

A pirataria é uma prática que consiste em produzir ou revender produtos falsificados, ou seja, que imitam uma marca conhecida ou não, porém usando como matéria prima produtos e materiais de baixa qualidade, muitas vezes prejudiciais a saúde e ao meio ambiente.

No dia 29 de janeiro de 2015, o governo promoveu um aumento na tributação de produtos cosméticos importados à partir dessa data, esta medida visa tributar os produtos levando também em conta o lucro que será obtido através da revenda dele. Com isso, produtos cosméticos como maquinagem em geral, perfumes, produtos de cabelo, limpeza e higiene pessoal por exemplo, terão um aumento significativo em suas taxas tributárias.

Com essa mudança, os atacadistas que antes não pagavam IPI, passarão agora a recolher o tributo sobre a diferença entre o preço de produção e o preço de venda. João Carlos Basílio, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), ao analisar o aumento, concluiu que o impacto pode ser estimado em 12% sobre os preços dos produtos.

Mas porque muitos revendedores parecem não sofrer com esse aumento?

Na Internet, ainda existem revendedores cujos produtos parecem não terem sido afetados, pelo contrário, os preços são muito mais baixos que a tabela de preço do mercado atual. Esses vendedores não são conceituados, e seus produtos possuem esses “precinhos” por serem falsificados.

Quais os riscos de utilizar produtos falsificados?

Produtos autênticos, passam por diversos testes de qualidade, no Brasil, o órgão responsável por esse controle é a ANVISA. Quando um produto é réplica, ele não passa por esses testes e seus componentes e matéria prima são de péssima qualidade, não possuem eficácia garantida e nem se sabe a reação que causará na pele das pessoas, muitos deles podem causar irritações, alergias, vermelhidão, coceira, inchaço e manchas.

Como saber se um produto é original ou falsificado?

De acordo com as dicas da ADIPEC (Associação dos Distribuidores e Importadores de Perfumes, Cosméticos e Similares), diferente dos produtos piratas, um produto original contem em sua embalagem:

·         - Modo de uso

·         - Precauções de segurança

·         - Lista dos ingredientes químicos

·         - Endereço e CNPJ do importador e/ou distribuidor

·         - País de origem

·         - Prazo de validade

·         - Rastreabilidade do Selo

.

Conclusão

É importante ressaltar, que devido a esse aumento na tributação, os preços dos cosméticos subiram significavelmente, se você encontrar produtos com preços baixos demais, deve desconfiar, verificar a procedência e buscar mais informações sobre o vendedor. Lembre-se que o produto será aplicado diretamente sob seu corpo, ou corpo de seus clientes, portanto não vale à pena arriscar sofrer danos e efeitos maléficos por causa de alguns reais a mais.

Nós da Shop Beleza & Cia, na condição de revendedor de produtos desta categoria e de renomadas marcas como Loreal, Joico, Lanza, Paul Mitchell, Aneethun, entre outras, adquirimos nossos produtos diretamente dos fabricantes e garantimos a qualidade e autenticidade de todos eles.

 

Fontes:

http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/01/governo-muda-tributacao-de-cosmeticos-partir-de-maio-deste-ano.html

http://www.adipec.com.br/selo/pirataria